Programador webmaster

O Webmaster é um profissional capaz de realizar tarefas tanto de um webdesigner (elaboração do projeto estético e funcional de um web site) quanto de um web developer ( que faz a parte da programação, como sistemas de login, cadastro, área administrativa).

 

Um webmaster domina uma lista de tecnologias de programação e desenvolvimento.

Além das fundamentais XHTML e CSS, o webmaster precisa dominar tecnologias como Python, JavaServer Pages, PHP, Perl, Ajax, Ruby on Rails, ASP.NET, Flash e XML. E também sistemas CMS, como WordPress, Joomla e Drupal.

Você é comprometido ou envolvido?

Numa fazenda a discussão estava pegando fogo.

De um lado as galinhas com suas dificuldades e do outro os porcos com suas idéias.

As reuniões se arrastavam há tempo… era conversa e mais conversa e nada de ação.

Ambos queriam preparar uma festa de aniversário para o fazendeiro, mas não chegavam a um consenso.

As galinhas defendiam:

– Gente… cócódé, não adianta se incomodar tanto ! Vamos fazer qualquer coisa e deu pra bola.

Os porcos propunham:

– Óinc óinc, temos de fazer a melhor festa pra ele, temos de surpreender.

– Cócódé, mas vai ser muito complicado, e pra quê fazer a melhor festa se o fazendeiro nem é tão bom pra nós.

Quando ele for melhor conosco, aí faremos algo diferente.

– Óinc óinc, se queremos que ele mude, façamos nós antes.

Nós é que precisamos dele.

– Cócódé, tá complicado nos entendermos.

Vocês querem as coisas mais difíceis, tem de ser mais prático.

Sugiro começarmos a definir as coisas com menos polêmica.

Vamos definir o cardápio.

Todos então concordam.

Então a galinha propõe:

– Vamos fazer ovos com bacon.

Agora eu pergunto, quem está envolvido e quem está comprometido ?

Nas empresas, na sociedade, em tudo, há esses dois grupos.

Os envolvidos e os comprometidos.

Parece ser a mesma coisa, mas não é.

Envolvimento é ato de envolver.

Envolver deriva do latin envolvere que seria o mesmo que cobrir, enrolar ou misturar.

Comprometimento é ato de comprometer-se ou assumir um compromisso.

Comprometer deriva do latin compromittere e compromisso deriva do latin compromissu ambas remete ao sentido de assumir uma obrigação ou promessa firmada com outra parte.

Exemplificando para o ambiente de trabalho:

A pessoas envolvidas fazem parte do grupo e trabalham pelos seus objetivos.

Para os comprometidos, o grupo faz parte dele e trabalha com os objetivos coletivos.

Os envolvidos apontam os sintomas e muitas vezes fazem parte do problema.

E quando resolvem, o fazem da forma mais prática.

O comprometidos compram problemas e resolvem da melhor forma.

Os envolvidos assumem somente as responsabilidades da sua função e quando é repassado mais funções reclamam que estão sendo explorados e não têm interesse, pois não fecha com seu objetivo pessoal.

Os comprometidos assumem as responsabilidades necessárias para atingir os objetivos coletivo e quando é repassado mais funções vêem como ótima oportunidade de aprenderem mais.

O envolvido sempre quer ser reconhecido pelo que faz.

O comprometido sempre reconhece quem faz.

Para os envolvidos sempre há problemas e dificuldades. Para os comprometidos, sempre há soluções e energia.

O envolvido toma espaço.

O comprometido constrói o seu espaço.

A relação com um evolvido é de curto prazo.

Enquanto o comprometido consegue-se manter uma relação de longo prazo.

Quer matar uma empresa aos poucos?

Retenha funcionários, clientes e fornecedores que você não consiga manter relação de longo prazo.

Ou seja, mantenha envolvidos contigo que será o seu suicídio.

O porco olha com serenidade para as galinhas e fala com segurança:

– Óinc óinc. Se esta for a melhor solução, eu darei o meu coro, pois eu sou comprometido.

E você… é comprometido com as outras pessoas, com o que faz, com sua família, com seu trabalho, com a alegria dos que estão próximos de você.

Ou você é só mais uma galinha no poleiro ?

1 que vale por milhões

UM DIA ALGUÉM ESCREVEU:

SE TIVESSE UM MILHÃO DE AMIGOS E PEDISSE A CADA UM UMA MOEDA, PODERIA SER MILIONÁRIO.

SE TIVESSE 500 MIL AMIGOS, PEDIRIA PARA DARMOS AS MÃOS E UNIRMOS O PAÍS.

SE TIVESSE 200 MIL AMIGOS FUNDARIA UMA CIDADE ONDE TODOS SE SAUDASSEM COM UM SORRISO.

SE TIVESSE 25 mil AMIGOS A EMPRESA DE TELEFONE CORTARIA A MINHA LINHA CADA VEZ QUE FIZESSE ANOS.

SE TIVESSE 6 MIL AMIGOS GOSTARIA DE TER 6 MIL AFILHADOS.

SE TIVESSE MIL AMIGOS TERIA DUAS MIL MÃOS SÓ PARA MIM.

SE TIVESSE 365 AMIGOS PASSARIA CADA DIA DO ANO COM UM DELES.

SE TIVESSE 100 AMIGOS TERIA 100 CONSELHOS.

SE TIVESSE 4 AMIGOS TERIA ASSEGURADAS AS 4 PESSOAS QUE CARREGARIAM O MEU CAIXÃO.

SE TIVESSE 2 AMIGOS SERIA 2 VEZES MAIS FELIZ.

MAS SE TIVESSE SÓ 1 AMIGO (E TENHO) NÃO PRECISARIA DE TER MAIS.

HÁ QUEM QUEIRA TER UM MILHÃO DE AMIGOS, QUANDO SÓ UM VALES POR MILHÕES.

“AMIGOS SÃO OS QUE NOS MOM ENTOS BONS APARECEM SE OS CHAMARMOS,
E NOS MAUS…… SIMPLESMENTE APARECEM”

saber viver de charles chaplin

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.

E então, pude relaxar.

Hoje sei que isso tem nome… Auto estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.

Hoje sei que isso é… Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.

Hoje chamo isso de… Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.

Hoje sei que o nome disso é… Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.

Hoje sei que se chama… Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.

Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.

Hoje sei que isso é… Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.

Hoje descobri a… Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.

Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é… Saber viver!!!

Charles Chaplin

As 7 Leis Universais

As Sete Leis Universais

Todo aquele que buscar aprender sobre o Ocultismo certamente terá contato com várias referências a Hermes Trimegisto.

Chamado “Trimegisto” por ter sido três vezes grande: o maior dos reis, o maior dos sacerdotes e o maior dos filósofos.

Sua história perde-se na noite dos tempos, havendo quem o veja como o deus Thot dos egípcios, o que o vincula ao “Livro de Thot”, que chegou aos dias atuais em sua forma codificada nas lâminas e imagens do Tarot. Escreveu o “Caibalion”, obra em que aponta as sete leis universais.

7-leis-universais

O conteúdo de seus ensinamentos é assustadoramente atual, de modo que, seja um mito, seja um sábio da antiguidade, Hermes Trimegisto deixou-nos uma obra cuja grandiosidade repousa no caráter atemporal dos seus ensinamentos.

1. A Lei do Mentalismo
O Todo é Mente; o Universo é Mental.

A matéria mais e mais vai se firmando na concepção da ciência como um temporário feixe de forças.

Um corpo sólido, mesmo considerando-se substâncias de grande dureza, como o diamante, é um imenso agregado de partículas formadas por partículas ainda menores e incrivelmente afastadas umas das outras.

Grosso modo, o núcleo de um átomo seria como uma bola de futebol no centro do campo, girando os elétrons quais pequeninos grãos de chumbo pelas arquibancadas. Entre eles, o vácuo.

Na verdade, para o estudioso do oculto é básico que esse vácuo acha-se todo preenchido por algo mais que o nada.

Se há uma coisa que não existe no Universo, é o nada.

As partículas físicas são extremamente pequenas e distanciam-se enormemente umas das outras, formando um sistema que se apóia num oceano infinito de natureza etérica. O meio etérico, que a ciência rejeita, constitui-se de matéria arranjada de tal forma que as partículas não são perceptíveis pelos instrumentos disponíveis aos pesquisadores terrenos.

Ainda assim é matéria, submetida a padrões de atração e repulsão, dotada, pois, de inércia, conquanto não influenciada pelas forças comuns que atuam no plano da matéria física.

Seja como for, as partículas que compõem o átomo são as mesmas que se associam para formar estruturas no plano etérico.

O que diferencia uma estrutura física sutil de uma estrutura etérica é o contexto das associações inter-particulares consoante arranjos de forças diferentes. Como a ciência ortodoxa desconhece esses arranjos e associações, não podendo captar a matéria etérica, nega sua existência.

Importante destacar que a Física Quântica desmistificou a dicotomia matéria-onda. Feixes de elétrons comportam-se como raios de luz quando suficientemente acelerados, inclusive difratando.

A partícula pode ser concebida como uma curvatura extrema do espaço, algo assim como uma dobra puntiforme que corre pelo todo etérico.

Todo esse escorço é necessário para se abordar o fato de que a matéria física é o extremo inferior da realidade em termos de espectros de vibração.

O Universo é composto de ondas cuja manifestação se dá tanto mais próximo da matéria física conforme menor é a freqüência das oscilações que a caracterizam.

Por outro lado, freqüências progressivamente maiores levam o fenômeno para os estamentos mais elevados da existência.

O pensamento também é um fenômeno ondulatório.

Dota-se, pois, de padrões vibracionais, padrões esses que o caracterizam como mais ou menos elevado consoante o paradigma adotado.

Sendo o pensamento a veiculação de energia ondulatória, interfere e sofre a interferência de outros fenômenos ondulatórios.

Tendo em vista que o pensamento esparge ondas que se propagam na veiculação da energia assim empregada, e considerando que mesmo a matéria física mais densa é um feixe de forças, temos que entre o pensamento e a matéria sólida há uma comunhão essencial suficiente a vincular um ao outro.

Essa é a base da Primeira Lei Universal.

A comunhão da essência da matéria e o fenômeno mental implica na essência mental de todo o Universo.

Como corolário, a criação, entendida aqui como a produção das estruturas dos planos existenciais, opera-se pela mente do Criador em interação direta com as partículas (dobras puntiformes do espaço).

Em dimensão reduzidíssima, o próprio homem, com seu pensamento, atua diretamente no meio etérico que o circunda, gerando formas nos fluidos.

Por não ter ainda o controle suficiente dos próprios pensamentos, o homem gera formas-penssamentos de modo automático, por ressonância direta, desnudando o seu pensar por uma egrégora vibracional que o circunda.

É a chamada co-criação em plano menor.

Veja-se que um ser de elevada estatura espiritual consegue interferir na própria matéria física, submetendo-a por sua vontade na conformidade de seu pensamento.

A magia que ao homem parece mera fantasia onírica é mais verdadeira do que uma barra de ferro.

A disciplina do pensamento, submetida a uma concentração de vontade bem dirigida, opera fenômenos maravilhosos por interação ondulatória do pensamento na estrutura também ondulatória da própria matéria.

“O Todo é Mente; o Universo é Mental.”.

2. A Lei da Correspondência

O que está em cima é semelhante ao que está embaixo, e o Que está embaixo é semelhante ao que está em cima.

A unicidade do todo universal determina que o macrocosmo e microcosmo estejam sob a regência das mesmas leis.

No entanto, bem se deve destacar que se trata de semelhança e não de igualdade, já que a gravitação dos astros não se confunde com as forças que sustentam as partículas nos recônditos atômicos, não coabitando o mesmo tratamento matemático – é o que a física quântica esclarece.

Impossível não reconhecer a grande semelhança em ambas as estruturas, de qualquer forma.

Conquanto o esteio matemático seja distinto, as leis naturais que fazem os corpos e partículas se embalarem em órbitas são comuns tanto no estamento astronômico quanto no quântico.

Por outra, os fenômenos que se desdobram nos planos existenciais de freqüência mais elevada são projetados em harmônicos mais graves até mesmo no plano físico, na matéria densa.

Invoca-se o que foi dito acerca da Lei do Mentalismo, afinando-se com a Lei da Correspondência uma vez que a natureza ondulatória do pensamento criador induz por ressonância o seu padrão mais grave nos planos menos elevados, fenômeno somente possível pela comunhão do íntimo ondulatório distinto em freqüência mas semelhante (correspondente) nos demais contornos.

3. A Lei da Vibração
Nada está parado; tudo se move; tudo vibra.

O Ocultismo tem por pressuposto que o vácuo não existe. O que a ciência ortodoxa denomina “vácuo”, as ciências ocultas concebem como astral ou mental. Conquanto divirjam as ciências nesse ponto, é comum a elas que nada no Universo está parado.

Tudo se move. O movimento é a pulsante vida de tudo o que existe. Planetas giram em torno de estrelas formando sistemas que, por si, movem-se também em torno de pontos gravitacionais no concerto da galáxia, esta também movendo-se no todo universal.

No outro extremo dos fenômenos, partículas giram em torno de outras partículas, formando moléculas que movem-se em grandes velocidades.

Mesmo os átomos de uma barra de ferro agitam-se continuamente ao embalo dos movimentos que compõem sua estrutura subatômica.

Tudo vibra. O Universo é vivo e agita-se em todos os seus elementos estruturais. O pretenso vácuo da ciência ortodoxa é um infindável oceano do vivíssimo universo que se espraia pelo todo, com suas partículas (dobras puntiformes do espaço) e ondas agitando-se continuamente.

4. A Lei da Polaridade
“Tudo é Duplo; tudo tem pólos; tudo tem o seu oposto;o igual e o desigual são a mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau; os extremos se tocam; todas as verdades são meias verdades; todos os paradoxos podem ser reconciliados.”

A consciência espiritual vive em vários planos existenciais durante sua ascensão. Após muito tempo condicionando instintos no plano animal, adentra ao plano humano, passando pelo estado hominídeo, quando é apenas um pouco mais aprimorado que os demais primatas. De qualquer modo, ao debutar na consciência contínua o homem percebe o mundo à sua volta e exercita o aprendizado através da Dualidade.

Só mesmo através de idéias opostas o homem pode compreender o plano existencial em que está inserido.

Tudo em sua mente é percebido através de uma forte simetria de opostos. Quente e frio, alto e baixo, noite e dia, e assim por diante. Consoante a Filosófica Oculta, a Unidade se manifesta através do Binário, entendido esse como a Dualidade.

A estrutura dialética é uma expressão dessa verdade universal – uma tese é contraposta por uma antítese, advindo do equilíbrio de ambas a síntese; ou seja, a síntese é a equivalência entre os extremos, desnudando-lhes a unicidade. Até mesmo nos fenômenos puramente físicas podemos ver a dualidade como síntese de extremos – seco / molhado -> úmido; frio / quente -> tépido.

Em ambos os casos, na verdade, não existem os extremos como entidades próprias. De fato, não há propriamente o seco ou o molhado, tampouco o frio ou o quente, mas tão-somente gradientes da umidade ou do calor.

Portanto, cuida-se de um único fenômeno desdobrado em aspectos opostos na concepção humana do todo.

5. A Lei dos Ciclos
“Tudo tem fluxo e refluxo; tudo ,em suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação.”

Os fenômenos de ocorrência sucessiva dobram-se em ciclos fechados. Cada evento pode ser considerado único, porém sempre dentro de um contexto maior em que compõe um todo cíclico, que o abarca.

Consoante já visto com a Lei da Vibração, tudo é movimento; é de se acrescentar que o movimento caracteriza também o transcorrer dos fenômenos, em trajetórias fechadas como círculos.

Mas não apenas círculos fechados; na verdade, são círculos que progridem, eles próprios, em sucessões, assim como espirais.

Ainda mais: as espirais, a bem da verdade, são formadas, não por círculos sucessivos, mas sim por esferas.

O ciclo básico não é apenas um seguir de entes intermediários em um plano só, como a ponta de um compasso no plano do papel; a ponta do compasso gira no espaço, sucedendo nos vários planos concêntricos, Daí a idéia mais apropriada de esferas que se sucedem.

Os fenômenos que transcorrem no tempo, portanto, podem variar bastante, dando a idéia de eventos aleatórios.

No entanto, nada é aleatório no Universo.

Mesmo que os ciclos seguissem uma trajetória de um único círculo fechado, seria difícil perceber-lhes o todo, quanto mais tratando-se de ciclos que variam segundo as várias dimensões do espaço.

Não é possível ao observador perceber em que momento do fenômeno está.

Ilustremos com um exemplo bastante primário. As marés constituem um fenômeno sucessivo cujo ciclo o homem gaba-se de conhecer.

Não obstante, o comportamento das marés vem mudando ao sabor de alterações climáticas.

Não se trata de um elemento externo que está desvirtuando o ciclo das marés, como o homem tende a admitir.

Não. Ocorre que o ciclo das marés comunga da sucessão de uma universalidade de outros ciclos concomitantes e concêntricos, todos interdependentes e, ao mesmo tempo, passíveis de observação individualizada (desde que se saiba o que, quando e onde observar).

Relevante dizer que, no exemplo simplista com que se busca ilustrar, a modificação do clima tem um de seus elementos causais nos ciclos da evolução humana, ciclos esses que trazem um período de predominância de razões econômicas para a produção industrial sem preocupações ambientais.

6. A Lei da Causa e Efeito

“Toda a Causa tem seu Efeito, todo Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; o Acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida; há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à Lei.”

A Lei da Causa e Efeito é o corolário da Lei dos Ciclos. Os ciclos sucedem-se na Natureza, regendo os fenômenos físicos e espirituais (“Físico” e “Espiritual”, consoante a Lei da Polaridade, são aspectos de uma realidade única, diferenciada por gradação do espectro de freqüência).

Assim como o ciclo evolutivo amolda um período de predominância de razões econômicas para a produção industrial sem preocupações ambientais, os ciclos climáticos, dentre outros, progridem na mesma batuta, acompanhando, momento a momento, o ciclo evolutivo e tudo o mais.

Equivale a dizer que as alterações climáticas têm relação de causa e efeito com o excesso de poluentes lançados na atmosfera.

Observando o fenômeno do desenvolvimento da consciência humana, os atos e atitudes do ser geram conseqüências para si e para outrem.

Tão-logo o ciclo do desenvolvimento consciencial atinja o estágio da compreensão do caráter lícito ou ilícito de um ato, inicia-se o ciclo da responsabilidade do homem por tudo o que faça ou deixe de fazer.

É a partir desse ponto que nasce o conceito de carma, referido aqui como conseqüência do ato realizado por livre escolha.

7. A Lei do Gênero

“O Genero está em tudo; tudo tem o seu princípio masculino e o seu princípio feminino; o gênero se manifesta em todos os planos.”

Além dos ciclos e das polaridades que informam os fenômenos universais, a Lei do Gênero rege a natureza mais íntima da mônada que o Criador põe a se desenvolver desde o cristal até a angelitude. Os Princípios Masculino e Feminino estão presentes em todos os planos existenciais e podem ser concebidos como um ciclo imenso em que a mônada se desdobra, se aperfeiçoa, evolui, propiciando sucessivos ciclos menores durante cada uma das fases, masculina e feminina.

Características masculinas ou femininas são perceptíveis mesmo nos corpos sólidos, conforme predominem a força (princípio masculino) ou a beleza (princípio feminino).
Como em tudo o mais, a masculinidade e a feminilidade são ciclos que se sucedem em vários níveis progressivos, de modo que tudo se vai tocando das características de um e outro.

Um cristal de diamante é de beleza conhecida, ao mesmo tempo em que exibe imensa dureza.

A alma humana tende à assimilação da Beleza tanto quanto da Força, indo para mais adiante com ambos os princípios.

Difere da simples polaridade porque o masculino e o feminino não são aspectos, em cada momento, de uma mesma natureza; só assim será depois da assimilação plena de ambos os princípios.

Masculino e Feminino não têm relação de tese e antítese, não se extraindo síntese de sua unicidade.

Masculino e Feminino são contextos amplos em que vibra mais particularmente um gênero do que outro, somente unitários nos planos mais elevados da consciência.

filosofia do sucesso napoleon hill

FILOSOFIA DO SUCESSO:

Se você pensa que é um derrotado, você será derrotado.
Se você não pensar,quero a qualquer custo,
Não conseguirá nada.

Mesmo que você queira vencer, mas pensa que não vai conseguir,
A vitória não sorrirá para você.

Se você fizer as coisas pela metade,
Você será um fracassado.

Nós descobrimos neste mundo, que o sucesso começa pela intenção da gente,
E tudo se determina pelo nosso espírito.

Se você pensa que é um malogrado, você se torna como tal.

Se você almeja atingir uma posição mais elevada,
Deve,antes de obter a vitória,
Dotar-se da convicção de que conseguirá infalivelmente.

A luta pela vida, nem sempre é vantajosa aos fortes, nem aos espertos.

Mais cedo ou mais tarde, quem cativa a vitória é aquele que crê plenamente:

EU CONSEGUIREI !
“Napoleon Hill”

O que é felicidade

O que é Felicidade:

Felicidade é o estado de quem é feliz, uma sensação de bem estar e contentamento, que pode ocorrer por diversos motivos. A felicidade é um momento durável de satisfação, onde o indivíduo se sente plenamente feliz e realizado, um momento onde não há nenhum tipo de sofrimento.

A felicidade é formada por diversas emoções e sentimentos, que pode ser por um motivo específico, como um sonho realizado, um desejo atendido, ou até mesmo pessoas que são conhecidas por estarem sempre felizes e de bom humor, em que não é necessário nenhum motivo específico para elas estarem em um estado de felicidade.

A felicidade é abordada por diversos filósofos, pela psicologia e pelas religiões. Os filósofos associavam a felicidade com o prazer, uma vez que é difícil definir a felicidade como um todo, de onde ela surge, os sentimentos e emoções envolvidos. Os filósofos estudavam qual o comportamento e estilos de vida poderiam levar os indivíduos à felicidade plena.

Felicidade pela Psicologia

A Universidade de Oxford criou um questionário para medir, através de vários métodos e instrumentos, o nível de felicidade das pessoas. Eles acreditam que para medir a felicidade, é necessário avaliar fatores físicos e psicológicos, renda, idade, preferências religiosas, políticas, estado civil etc.

O psiquiatra Sigmund Freud defendia que todo indivíduo é movido pela busca da felicidade, mas essa busca seria uma coisa utópica, uma vez que para ela existir, não poderia depender do mundo real, onde a pessoa pode ter experiências como o fracasso, portanto, o máximo que o ser humano poderia conseguir, seria uma felicidade parcial.

Felicidade pela Filosofia

Diversos filósofos estudaram e analisaram a felicidade. Para o grego Aristóteles, a felicidade diz respeito ao equlíbrio e harmonia praticando o bem; para o também grego, Epico, a felicidade ocorre através da satisfação dos desejos; Pirro de Élis também acreditava que a felicidade acontecia através da tranquilidade. Para o filósofo indiano Mahavira, a não violência era um importante aliado para atingir a felicidade plena.

Os filósofos chineses também pesquisaram sobre a felicidade. Para Lao Tsé, a felicidade poderia ser atingida tendo como modelo a natureza. Já Confúcio acreditava na felicidade devido à harmonia entre as pessoas.

Como ter o Android kit kat em seu computador através de um usb tutorial

O KitKat x86 foi lançado hoje oferecendo o sistema Android de forma estável no seu PC. Assim, você pode ter o sistema instalado em dual boot na sua máquina ou ter um Live CD e usar o Android via pendrive sem precisa instalá-lo no seu computador.

Confira o nosso tutorial para ter o Android diretamente de um pendrive em seu PC. Antes de começarmos, você precisará de três coisas:

Primeiro: um pendrive com pelo menos 2GB de espaço. Não importa o tamanho total do pendrive, porém é importante lembrar que ele será formatado durante o processo.

Segundo: o aplicativo Universal USB Installer. Esta será a ferramenta necessária para criar um pendrive bootável com o Android.

Terceiro: a imagem do Android x86 KitKat que você poderá baixar aqui.

Primeiro passo é conectar o pendrive em seu PC, abrir a ferramenta e aceitar os termos de licença.

Segundo passo é selecionar o sistema a ser instalado. Neste caso desça o menu até “Other Distro Alphabetical” e selecione o Android na lista.

 

Terceiro passo é selecionar a imagem ISO do Android x86 KitKat que você baixou.

Em seguida selecione o pendrive onde será instalado o sistema e marque a opção “We will format X:\ Drive as Fat32″.

Você irá receber a imagem abaixo informando que isso apagará todo o conteúdo em seu pendrive. Se você estiver ciente disso, click em Sim. Se quiser cancelar e fazer backup do conteúdo do pendrive, selecione Não.

 

Agora só esperar o conteúdo da ISO ser copiado para o pendrive.

 

Ao terminar basta clicar em Close. Reiniciar sua máquina e dar boot pelo pendrive. Ao iniciar o sistema Android, você terá quatro opções. A primeira serve para rodar o sistema sem precisar instalar em sua máquina, enquanto a quarta opção é para quem quer ter o sistema instalado em seu computador.

 

A primeira opção não salvará nenhuma alteração no sistema. Então toda vez que você logar terá que inserir sua senha do Wi-Fi, conta da Google, etc.

Retirei este artigo, de http://www.tudocelular.com/android/noticias/n40268/tenha-o-android-x86-no-seu-pc.html

 

Montar um Negócio

Seja numa situação de desemprego, seja pela vontade de ganhar autonomia, todo mundo já foi cutucado pelo desejo de se tornar o próprio patrão.

Mas a grande questão é: quantos desistem de colocar o seu sonho em prática?

A maioria dos “aspirantes” a empresários, com certeza, joga a toalha antes mesmo de dar o primeiro passo.

A razão está no medo.

As pessoas têm pavor de apostar seu capital na montagem de um negócio e acabar perdendo investimentos que muitas vezes demoraram anos para serem acumulados.

Dizem que o Brasil tem muitas oportunidades, mas os empreendedores não estão bem preparados para aproveitá-las, e acabam sucumbindo.

Um exemplo é que cerca de 27% das micro e pequenas empresas paulistas fecham as portas no primeiro ano de existência.

Além dos ventos muitas vezes desfavoráveis que afetam a economia brasileira, a razão para o fracasso está na falta de planejamento.

Com os pés no chão, a chance de vencer a insegurança e ser bem-sucedido aumenta muito.

Os que alcançam o sucesso são aqueles que corretamente identificam as oportunidades e tiram bom proveito delas. E que não se intimidam.

“Acima de tudo, é importante ter perseverança, determinação e não se deixar levar pelas circunstâncias agressivas, que muitas vezes ameaçam a construção de um negócio. É fundamental levantar-se rapidamente das quedas”.

SAIBA MAIS Apesar de todos os empecilhos, o número de pessoas que se aventuram em busca de seus ideais é grande no Brasil. Não é à toa que o país está sempre em lugar de destaque quando se fala em empreendedorismo.

O perfil do brasileiro é marcado por ousadia. “O brasileiro se sente mais confortável em lidar com o risco do que outros povos”.

O medo que envolve montar um negócio estará sempre presente. Ele é até saudável, desde que não imobilize.

O livro Como Fazer uma Empresa Dar Certo em um País Incerto, descreve a importância do medo: “(…) O medo de não dar certo é absolutamente essencial, pois serve para que o empreendedor conheça seus limites e calcule o tamanho de seus riscos”.

Se você se inclui no universo de candidatos a empreendedores que têm vontade de montar um negócio, mas estão tomados pelo medo dos riscos e incertezas, juntamos 20 dicas (que podem ser lidas nas próximas páginas desta reportagem), dadas por especialistas em empreendedorismo, para ajudá-lo a criar coragem para ir em frente e construir uma história de sucesso.

Dê seu primeiro passo e boa sorte!

Admiro a espiritualidade (Chico Xavier)

“Você nasceu no lar que precisava nascer, vestiu o corpo físico que merecia, mora onde melhor Deus te proporcionou, de acordo com o teu adiantamento.

Você possui os recursos financeiros coerentes com tuas necessidades… nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas.

Seu ambiente de trabalho é o que você elegeu espontaneamente para a sua realização.

Teus parentes e amigos são as almas que você mesmo atraiu, com tua própria afinidade.

Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle.

Você escolhe, recolhe, elege, atrai, busca, expulsa, modifica tudo aquilo que te rodeia a existência.

Teus pensamentos e vontades são a chave de teus atos e atitudes. São as fontes de atração e repulsão na jornada da tua vivência.

Não reclame, nem se faça de vítima.

Antes de tudo, analisa e observa.

A mudança está em tuas mãos.

Reprograma tua meta, busca o bem e você viverá melhor.

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

(Chico Xavier)

reconheça alguém apaixonado pelo que faz

Se existe alguma coisa comum a todas as pessoas de sucesso é a paixão pelo que fazem.

É essa paixão que dá às pessoas a energia necessária para suportar contratempos, ter persistência e a dedicação necessária para alcançar um objetivo, mesmo quando todos à sua volta parecem desistir ou não acreditar.

Podemos sentir a diferença de energia, motivação e atitude na produtividade e no comportamento das pessoas apaixonadas.

Elas contagiam todos à sua volta com sua energia e vibração.

Aqui estão 15 características comuns a todas as pessoas apaixonadas pelo seu trabalho.

Veja em quantas delas você se encaixa.

Pessoas apaixonadas pelo seu trabalho:

1. Estudam o assunto continuamente.

2. Sente prazer no desafio de melhorar constantemente.

3. Procuram formas inovadoras e criativas de fazer seu trabalho.

4. Têm orgulho de fazer o que fazem.

5. Estabelecem metas e têm orgulho em alcançá-las.

6. São persistentes.

7. Repartem o seu conhecimento.

8. Defendem a instituição que representam.

9. Não têm preguiça. Estão sempre disponíveis.

10. Tem compromisso com o resultado.

11. Trabalham muito mais do que a média.

12. Vendem suas idéias a todo instante.

13. Querem que seu trabalho contribua para melhorar a vida das pessoas.

14. Criam outros apaixonados dentro da empresa.

15. Tem o ‘olho do tigre’, um brilho especial nos olhos que só os apaixonados têm.

E você: está apaixonado ?

home-office-alexandre-goya-12-05-2016

Salvar

Você “É” o que Você acredita “SER”!

“A crise”

Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorro quente.

Ele não tinha rádio, televisão e nem lia jornais, mas produzia e vendia bons cachorros quentes.

Ele se preocupava com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela estrada, oferecia o seu produto em voz alta e o povo comprava.

As vendas foram aumentando e, cada vez mais ele comprava o melhor pão e a melhor salsicha.

Foi necessário também adquirir um fogão maior para atender à grande quantidade de fregueses, contratou funcionários, alugou um grande terreno ao lado de seu recém comprado trailler para fazer de estacionamento para atender seus fregueses, pois o encostamento da estrada já não havia mais lugar para estacionar, e o negócio prosperava… seu cachorro quente era o melhor de toda a região !

trailer-fast-food-hot-dog

Vencedor, ele conseguiu pagar uma boa escola ao filho.

O menino cresceu e foi estudar Economia numa das melhores faculdades do país.

Finalmente, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai continuava com a vidinha de sempre e teve uma séria conversa com ele:
– “Pai, então você não ouve rádio ?
– Você não vê televisão e não lê os jornais ?
– Há uma grande crise no mundo.
– A situação do nosso país é crítica.
– Está tudo ruim.
– Nosso país vai quebrar.”

– Depois de ouvir as considerações do filho estudado, o pai pensou:
– ”Bem, se meu filho estudou Economia, lê jornais, vê televisão, então só pode estar com a razão.”

Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de pão mais barato (e, é claro, pior) e começou a comprar a salsicha mais barata (que era, também, a pior).

Para economizar, parou de fazer seus cartazes de propaganda na estrada, e abatido pela notícia da crise, já não oferecia o seu produto em voz alta…

Tomadas todas essas “providências”, as vendas começaram a cair e foram caindo, seus custos operacionais já não eram supridos e dispensou seus funcionários, também entregou o terreno que utilizava como estacionamento, e o negócio de cachorro quente do velho, que antes gerava recursos até para fazer o filho estudar Economia, quebrou.

O pai, triste, então falou para o filho:
– ”Você estava certo meu filho, nós estamos no meio de uma grande crise.”

E comentou com os amigos, orgulhoso:
– ”Bendita a hora em que eu fiz meu filho estudar Economia. Ele me avisou da crise…”

Autor desconhecido

“As pessoas são o que elas acreditam ser, se você acredita e passa a imagem de uma pessoa ou empresa bem sucedida, que está sempre em ascensão, você o será, caso contrário, você será o que acredita ser…”

Estatística de audiência no site alexandregoya.com.br com awstats em 2014

E esta é a estatística de audiência no site alexandregoya.com.br com awstats em 2014,…
5719 pessoas diferentes visitaram, com 8581visitas (475 pessoas com 715 visitas por mês em média), acessaram 26.665 páginas, onde foram impressos 214.314 resultados com + de 128 Gb de tráfego anual.

Dezembro como sempre, foi um mês agitado, com um crescimento anual médio de 35% devido aos novos posts no blog, novos wallpapers, e outros arquivos disponibilizados no site, como /fonts e /downloads, aumentei a quantidade de resultados no sistema de busca.

Obrigado a todos mais uma vez pela audiência em 2014, e que continuemos prosperando em 2015, 2016, … !

 

Estatística de audiência no site alexandregoya.com.br com awstats em 2013

Estatística de audiência do site alexandregoya.com.br com awstats em 2013
Estatística de audiência do site alexandregoya.com.br com awstats em 2013

E esta é a estatística de audiência no site alexandregoya.com.br com awstats em 2013,…
3813 pessoas diferentes visitaram, com 5286 visitas (1549 só em Dezembro), acessaram 17.777 páginas ( 7.475 em dezembro ), onde foram impressos 92.944 resultados ( 55.748 em dezembro ) com 61,08 Gb de tráfego anual.

Dezembro foi um mês agitado, dupliquei o numero de visitantes, tripliquei visitas, a média de visitas à páginas aumentou significativamente (média multiplicada 7 vezes), e com a inserção de posts no blog, wallpapers, e outros arquivos disponibilizados no site, aumentei a quantidade de resultados no sistema de busca 10 vezes ! SUCESSO !

Obrigado a todos pela audiência em 2013, e continuaremos prosperando em 2014 !